11 perguntas para você

Algumas provocações… Valem para qualquer leitor, mas espero que aqueles que são também escritores fiquem com uma pulga atrás da orelha!

  1. Como você descobre novos títulos e autores para leitura?
  2. Você se recusa a ler alguma coisa ou torce o nariz para algum tipo de livro? Por que motivo?
  3. Se você escreve, quais são suas influências? E, se não escreve, com quem gostaria de aprender, se fosse o caso?
  4. Você faz anotações enquanto lê? No livro ou à parte?
  5. Com que frequência você se desafia com leituras diferentes das que gosta mais ou de gêneros que já conhece?
  6. Você tem uma editora preferida? Guarda o nome de tradutores? Já pesquisou antes de escolher um livro com mais de uma edição ou compra sempre o mais barato porque dá na mesma?
  7. O que os livros que você ama têm em comum uns com os outros?
  8. O que os livros que você odeia têm em comum entre si?
  9. Autores iniciantes (autopublicados ou não) e editoras pequenas têm espaço na sua prateleira ou entre seus livros digitais? Como anda seu apoio à bibliodiversidade?
  10. Quais países do mundo você já conheceu através dos livros? Ou seja: quais cenários diferentes você já leu, de que nacionalidades são os autores que você tem lido?
  11. Sua relação com os clássicos é sadia? Alguns leitores se afastam, outros sentem culpa por não terem lido TODOS, outros só leem o cânone e desmerecem o resto… E você?

Bom… E de onde veio a motivação para esse post?

Não é novidade que estou um pouco sumida aqui no blog, embora o Facebook esteja ligeiramente mais movimentado (até pelo tipo de postagens em cada meio…). Mas eu tenho duas amigas, Isa e Bárbara, que são muito companheiras e estão sempre incentivando o blog. Obrigada, meninas!

Nesse espírito, elas me marcaram nesse post (Liebster Award), fazendo uma convocação para uma espécie de desafio do bem. O objetivo é movimentar a blogosfera e causar mais interação entre os/as diferentes blogueiros/as.

Resolvi abraçar a deixa, mas mudei um pouco as regras, rs! Descubram um pouco mais lendo o restante do post.

Regras do Liebster Award:
Escrever 11 fatos sobre você. – Pulei essa parte porque já falei sobre mim aqui.
Responder as perguntas de quem te indicou a TAG. – Abaixo!
Indicar de 11 a 20 blogs. – Pulei isso também.
Fazer 11 perguntas pra quem você indicar. – São as que abrem o post, dirigidas aos leitores aqui do blog. Se alguém publicar as respostas na internet, compartilhe o link nos comentários ou no Facebook. =)
Inserir no post uma imagem com o selo Liebster Award. – Mudei tanto as regras que não cabe mais, certo? rs!
Linkar de volta quem te indicou. – Sem Serifa!

Minhas respostas às perguntas do Sem Serifa:

1. Como surgiu a ideia de criar esse blog?
Eu amo blogs! Essa vontade de ser blogueira bateu forte uns tempos atrás e eu quis fazer algo menos pessoal, colocar no ar algo que pudesse ajudar as pessoas. Então resolvi falar do meu trabalho, que sei fazer bem, pensando também nesse momento efervescente da indústria do livro: uma época de mais leitura, mais escrita, autopublicação, novas tecnologias e modelos de negócios, transformações.
2. Onde você costuma ler seus livros? E como mais gosta de ler (de pijama, bebendo café, tomando sol…)?
Leio nas brechinhas da rotina maluca: no tempo ocioso da travessia da Baía de Guanabara, esperando um ônibus, uma consulta, entre uma aula e outra. Mas não dispenso ler deitada, por horas seguidas, com o telefone desligado, comendo um docinho de vez em quando.
3. Qual é um livro sobre o qual você nunca se cansa de falar (bem ou mal)?
Depende de com quem estou falando! Nunca vou parar de indicar O Hobbit para leitores iniciantes, mas Grande Sertão: Veredas é o livro que mudou minha vida, contribuiu para que eu seja quem sou, então também não me canso de falar dele.
4. Você gosta de manter seus livros como novos, ou acha mais legal quando eles têm marcas de uso?
Ah, eles sempre ficam com marcas de uso, mais sutis ou mais radicais… Não tenho pudores em rabiscar a lápis, puxar setinhas ou escrever nas margens, tampouco de dobrar a pontinha da página para marcar alguma coisa.
5. Qual é o livro que você mais releu na vida?
O Hobbit!
6. Qual é um livro que você se arrependeu de ter lido?
Não me lembro de ter me arrependido de alguma leitura… Mesmo que não goste, vale a tentativa, não? Ou, se achar que o texto tem muitos defeitos e problemas, pelo menos é um estudo de caso!
7. Qual é o livro que mais te fez chorar (se é que algum)?
Assim, sem pensar muito, vieram à minha cabeça duas coisas: o livro Barco Branco em Mar Azul, que li bem criança, e o poema “Para Sempre”, de Carlos Drummond de Andrade, que fazia parte do primeiro livro de poesia que comprei na vida. (Eu me acabo de chorar com o poema todas as vezes…)
8. Você já conheceu alguém por causa de um livro de que ambos gostavam?
Por causa de um título específico, acho que não… Não me lembro. Mas falar de “livros” já me aproximou de várias pessoas, já fez nascerem amizades. Na verdade, é um dos pontos chaves das minhas primeiras conversas com qualquer pessoa.
9. Qual sua adaptação de um livro pra TV ou cinema preferida?
“Preferida” é uma palavra muito forte, rs! Eu não sei, gosto de muita coisa, e as preferências vão se modificando. Recentemente li Androides sonham com ovelhas elétricas? (Philip K. Dick), depois de ter visto o filme Blade Runner há um bom tempo. Então, acho que é o preferido da vez.
10. Entre os livros da sua estante, qual é a sua capa favorita?
Não faço ideia de como explicar isso, mas eu tenho uma queda por capas cor de laranja. E, no momento, minha capa laranja mais amada é a de Antologia da Literatura Fantástica, editada pela Cosac Naify (veja aqui).
11. Qual é um livro/gênero contra o qual você tem preconceito?
Autoajuda. Eu até digo que formei minha opinião com embasamento, porque já li um ou dois… É verdade, eu li, mas isso foi há tanto tempo, nunca tentei de novo com o coração aberto, rs!

Anúncios

Um comentário sobre “11 perguntas para você

  1. Bia, ótimas respostas e excelentes perguntas! Fiquei com vontade de responder! hehe

    Fiquei curiosa quanto ao poema que te fez chorar.
    Eu só assisti uma parte de Blade Runner e achei um pouco difícil de acompanhar. Tenho muita vontade de ler Androides, então acho que vou ler antes de rever o filme – e com certeza farei uma resenha pra sessão Com Pipoca do blog. ;)
    Quanto a capas laranjas, eu também gosto, mas acho que é por causa de um dos meus livros favoritos: Laranja Mecânica!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s